1° Tabelião de Notas e Protesto de Barueri recebe título de cidadão paulistano da Câmara Municipal de São Paulo

Publicado em: 16/04/2018
Sessão de fotos relacionada: 1° Tabelião de Notas e Protesto de Barueri recebe título de cidadão paulistano da Câmara Municipal de São Paulo

No dia 13 de abril, o presidente da Academia Notarial Brasileira (ANB), ex-presidente do CNB/SP e 1° Tabelião de Notas e Protesto de Barueri, Ubiratan Pereira Guimarães, recebeu o título de cidadão paulistano, conferido pela Câmara Municipal de São Paulo.
 
Compuseram a mesa da Sessão Solene o ex-vereador e ex-ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues; o desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/SP), Ricardo Henry Marques Dip; o presidente do Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo (CNB/SP), Andrey Guimarães Duarte; o diretor do CNB/SP, Demades Mario Castro, representando a Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg/SP); o vereador Isac Felix e o notário Ubiratan Guimarães.
 
O evento teve início com o pronunciamento do desembargador do TJ/SP, Ricardo Henry Marques Dip. “Não se reduz nenhuma cidade a ser um mero artefato, a ser só cimento e areia, a ser um corpo sem alma, senão que os pilares com que ela se faz são espirituais, culturais. Sua argamassa são os valores e crenças comuns às pessoas que a compõem”, prenunciou. O magistrado afirmou, em seguida, que há quem faça das palavras o território de seu ofício. “O tabelião de notas é um dos felizes guardiões dessas palavras. Recolhendo as vontades do cidadão, textualizam com lealdade e valendo-se da segurança jurídica notarial para dar pleno valor jurídico a outra verdade”.
 
Ele também defendeu que o tabelião dotado de independência representa uma garantia para a liberdade concreta do povo. “Ser tabelião de notas é uma honra e uma grande responsabilidade. É ser um dos guardiães da alma e do corpo da cidade”, finalizou.
 
O ex-vereador e ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues destacou a importância do serviço prestado por Ubiratan Guimarães à cidade de São Paulo. “Como todos podem observar, ele merece nossa admiração e reconhecimento. Sinto-me honrado em poder conceder a ele o título de cidadão paulistano”, agradeceu.  O vereador Isac Felix cumprimentou a mesa e agradeceu a presença de todos. “Tenho satisfação de estar aqui presente para participar dessa homenagem. Não só a cidade de São Paulo como o estado e o País precisa de cidadãos como o Dr. Ubiratan, que tem uma vida de trabalho prestado a todos”, disse.
 
Ubiratan Guimarães ressaltou a grande honra em poder receber a referida homenagem. “Receber esse título na Câmara Municipal, casa do povo – povo com o qual aprendi a conviver, respeitar, servir e admirar nesses quase 30 anos de relacionamento contínuo com essa que é uma das maiores metrópoles do mundo”, declarou. “Meu reconhecimento especial ao notariado, profissão que escolhi para a minha vida, na qual estou há mais de 40 anos podendo olhar para trás e ver refletida uma insistência de devoção aos compromissos que assumi, de dedicar-me às comunidades a que servi”.
 
A atividade notarial é literalmente uma profissão de fé, de acordo com o tabelião, porém mal compreendida e estigmatizada por alguns. A classe é fundamental para imprimir fé pública, autenticidade, eficácia e segurança aos atos e negócios jurídicos. “O exercício da minha profissão é a razão de eu estar aqui nessa noite. A ela, rendo a minha mais elevada homenagem”, concluiu.

Fonte: CNB/SP