Arpen/SP: Defensoria pública promove mutirão de reconhecimento de paternidade na Alesp

Publicado em: 22/10/2019
Em parceria com a Assembleia Legislativa e com a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Defensoria Pública do Estado realiza, até o dia 25/10, um mutirão para investigação e reconhecimento de paternidade. O evento será promovido no posto de atendimento na Casa, das 13h às 17h.
 
As ações acontecem com o objetivo de solucionar de forma extrajudicial casos de investigação e reconhecimento de paternidade. A Defensoria Pública pode realizar por mês mais de 213 coletas de material genético.
 
Os exames de DNA e reconhecimento de paternidade são resultado de convênios entre a Unesp e o Instituto de Medicina Social e de Criminologia (Imesc). A parceria engloba unidades da capital e do interior do estado.
 
Documentos necessários
 
Para o atendimento é necessário apresentar os seguintes documentos:
– Mãe ou responsável pela guarda (RG, CPF, carteira de motorista ou termo de guarda);
– Criança ou adolescente (RG, CPF, certidão de nascimento);
– Comprovante de renda familiar e residência;
– Dados ou documentos do suposto pai (RG, CPF ou carteira de motorista);
– Endereço residencial ou profissional do suposto pai;
 
Serviço
Data: De 17/10 a 25/10 (exceto sábado e domingo)
Horário: das 13h às 17h
Local: AV. Pedro Álvares Cabral, 201 ” sala T.71
(posto de atendimento da Defensoria Pública)

Fonte: Arpen/SP
Tags relacionadas: Reconhecimento de paternidade, Alesp