Jornal Opção: Cliente de imobiliária diz que descobriu no cartório que terreno tinha dono

Publicado em: 08/07/2019
Danúbio Fernando Ataídes quitou terreno em 2013, mas quando foi no cartório, no ano passado, descobriu que não poderia passar para o seu nome
 
O sonho pela casa própria de Danúbio Fernando Ataídes começou em 2008, quando ele comprou um lote da Rizzo Imobiliária, no Recreio Panorama, próximo a Perimetral, em Goiânia. Porém, segundo ele, este foi interrompido no ano passado, em agosto, quando ele foi escriturar em cartório e descobriu que o terreno já constava no nome de outra pessoa, J.A.C.O.
 
Danúbio afirma que a Rizzo vendeu o mesmo lote duas vezes e, de 2018 pra cá, a empresa tem dito a ele que o erro foi dele, por não verificar na época. Ainda conforme o comprador, que informou ao Jornal Opção ter todos os documentos comprobatórios, o contrato com J.A.C.O. teria sido cancelado.
 
Detalhes
 
Segundo Danúbio, o comprador anterior teria adquirido o lote em 2006, dois anos antes dele. Ao todo, Ataídes pagou cerca de R$ 71 mil pela quitação do terreno, que ocorreu em 2013.
 
Este lote, inclusive, seria escriturado no nome da irmã de Danúbio, Larissa Daniela Ataídes. “O lote está parado, desde então. Estou com um advogado e vou entrar com processo”, adiantou o cliente.
 
J.A.C.O.
 
Conseguimos o telefone do suposto primeiro comprador do lote e fizemos o contato. Do outro lado da linha, uma senhora atendeu e afirmou que J.A.C.O. falecera há três anos. Era sua esposa.
 
Segundo ela, nunca teve conhecimento desse suposto terreno, mas se ele existe, ela quer saber. Seu nome não constará na matéria.
 
Rizzo Imobiliária
 
A comunicação da Rizzo informou que se trata, meramente, de uma administradora e que o loteamento pertence a José Luiz Prudente, que é quem deveria ter feito o procedimento no cartório. Conforme a assessora, a imobiliária tem tentado intermediar, mas sem sucesso no trâmite.
 
Sobre o J.A.C.O., a empresa disse que este, de fato, comprou antes, mas não conseguiu pagar e cancelou. Caso Danúbio acione a justiça contra a Rizzo, a imobiliária irá redirecionar ao dono original, pois, como reforça, é somente a intermediadora.
 
O Jornal Opção tentou contato com o proprietário indicado pela imobiliária, mas não obteve sucesso. O espaço permanece aberto e essa matéria poderá ser atualizada.

Fonte: Jornal Opção
Tags relacionadas: Cartório, Imobiliária, Imóvel