Desembargadores Elliot Akel e Guerrieri Rezende são homenageados no TJ/SP

Publicado em: 10/12/2015
O Órgão Especial do Tribunal de Justiça paulista homenageou no dia 09 de dezembro os desembargadores Hamilton Elliot Akel, ex-corregedor, e Sérgio Jacintho Guerrieri Rezende, que foi decano da Corte. Ambos se aposentaram em outubro, nos dias 19 e 26 de outubro, respectivamente.
 
Os magistrados foram exaltados por seus colegas, a começar pelo presidente da Corte, desembargador José Renato Nalini. “Esta é a penúltima sessão do Órgão Especial e cumprimos com o dever de fazer uma justa homenagem aos colegas Elliot Akel e Guerrieri Rezende. A aposentadoria é um ato formal de se desligar do trabalho, mas da amizade a gente não se aposenta.”
      
 O vice-presidente do TJ/SP, desembargador Eros Piceli, falou em nome do Órgão Especial. “Não há mais tempo para discursos longos, com citações muitas vezes incompreensíveis, e que fogem da emoção, motivo único deste nosso encontro. Quis Deus, o destino, a vida, seja lá a crença de cada qual, que meu caminho cruzasse o deles, não apenas na vida profissional, mas também na vida privada. Sergio Jacintho Guerrieri Rezende e Hamilton Elliot Akel, o Tribunal de Justiça de São Paulo agradece a existência de vocês, marcado que ficou com o trabalho de cada um e o fato de terem engrandecido o seu nome. Sejam felizes.”
       
O desembargador Ademir de Carvalho Benedito, eleito vice-presidente do TJ/SP para o biênio 2016-2017, falou da lealdade e dedicação dos dois desembargadores. “Desejo que tenham as bênçãos de Deus. A Justiça de São Paulo agradece.”
       
O presidente eleito para o próximo biênio, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, afirmou que os homenageados são referência na Corte. “Vossas Excelências são homens de fé. Idealistas, sempre fizeram algo a mais. No Órgão Especial sempre debatemos, divergimos, mas aprendi muito e me mirei no exemplo dos senhores. Desejo a ambos muitas felicidades. Deixarão saudades.”
       
Dentre os pronunciamentos, o desembargador Luiz Antonio de Godoy, eleito para a Presidência da Seção de Direito Privado no próximo biênio, destacou o zelo dos homenageados e disse se sentir privilegiado por ter atuado como revisor do desembargador Elliot Akel. “Leve o abraço do amigo e do irmão”, afirmou. 
       
Em seu discurso, o desembargador Guerrieri Rezende agradeceu o carinho dos colegas. “Fui muito feliz na carreira. Por onde passei, deixei amigos. Nascer juiz e morrer juiz é de uma felicidade incomum. Há tempo para tudo: nascer, criar, plantar e colher. Chego no marco que é a aposentadoria e carrego outra visão com tudo que apendi na Magistratura. Saio feliz e desejo a vocês uma felicidade igual”, disse.
       
De maneira descontraída, o desembargador Elliot Akel disse que “existe vida fora do Tribunal”. “Vivo essa ‘vida’ há quase dois meses e estou muito bem. Fui muito feliz na carreira”. De forma breve, lembrou suas passagens pelo Ministério Público, Advocacia e Magistratura. Ressaltou, ainda, que atingiu seu objetivo na Corregedoria. “Conseguimos elevar a autoestima dos juízes que muitas vezes se encontravam deprimidos. Visitei 200 comarcas, pois acredito que o corregedor deva estar presente em todas as correições. Aprendi muito com o Conselho Superior da Magistratura. Agradeço a todos pela paciência que tiveram comigo. Muitas vezes defendi meus pontos com veemência, por isso, se machuquei alguém, peço que me perdoe. Agradeço a todos os servidores que me acompanharam, aos funcionários do Tribunal e, principalmente, a minha segunda família que foram os meus assessores que estão aqui. Vocês realmente foram maravilhosos e, sem vocês, não teria feito esse trabalho. Desejo aos novos integrantes do Conselho Superior da Magistratura que tenham fé em Deus e uma excelente gestão em prol do Tribunal de Justiça”, concluiu.           
       
Acompanharam também a homenagem desembargadores, juízes, integrantes do Ministério Público, da Advocacia e servidores.
 
       
Trajetórias
       
Hamilton Elliot Akel – paulistano, nasceu em 1945. Estudou Direito na Universidade de São Paulo, turma de 1969. Ingressou na Magistratura em 1973, como juiz substituto nomeado para a 32ª Circunscrição Judiciária, com sede em Bauru. Também trabalhou em Guaíra e São Paulo. Foi promovido a juiz do 1º Tribunal de Alçada Civil de São Paulo em 1988. Chegou a desembargador do TJSP em 1999. Foi eleito corregedor-geral da Justiça para o biênio 2014/2015.
 
       
Sérgio Jacintho Guerrieri Rezende nasceu em Franca (SP), no ano de 1945. Estudou na Faculdade de Direito “Laudo de Camargo” de Ribeirão Preto, turma de 1969. Ingressou na Magistratura em 1972, como juiz substituto nomeado para a 40ª Circunscrição Judiciária, com sede em Franca. Também trabalhou nas comarcas de Valparaíso, Pedregulho, Salto, Araraquara e São Paulo. Foi promovido a juiz do 2º Tribunal de Alçada Civil de São Paulo em 1985 e assumiu o cargo de desembargador do TJSP em 1996. Assumiu as funções regimentais de decano da Corte a partir de fevereiro de 2014 e de corregedor em outubro de 2015.

Fonte: TJ/SP