Jornal Jurid: A conscientização é a maior arma contra golpes

Publicado em: 11/05/2021
Prestar atenção a alguns fatores pode te livrar de maus bocados
 
É comum ouvirmos histórias sobre pessoas que acabam sofrendo golpes por falta de informação, por isso, é importante conscientizar.
“Ao adquirir um novo imóvel, é preciso tomar alguns cuidados para não ser vítima de um golpe. Após pesquisa, já é possível ter uma idéia sobre os valores do mercado, portanto imóveis que pareçam muito baratos sinalizam as chances para um golpe. Verificar os documentos no cartório e as credenciais do vendedor e imobiliária também diminui as chances que o golpe tenha sucesso”, aconselha Dra. Sabrina Rui, advogada em direito tributário e imobiliário.
 
Outra dica é visitar o imóvel antes de fechar a compra e ter certeza que os dados batem com os da certidão, ao sinal de qualquer discordância, pode haver golpe. “Não deixe para registrar o bem muito tempo após o final da transação, pois um dos golpes mais comuns é vender para mais de um comprador, e será preciso entrar na justiça para poder regularizar a situação gerando gastos não previstos”, conta.
 
Quando os bens já estão em mãos e é o momento de oficializar a herança, também existem alguns cuidados para que o documento não seja anulado após a morte. “É preciso ter a presença de um advogado, analisar o patrimônio e fazer um inventário para separar a parte disponível da que não pode ser destinada a outros fins que não sejam os herdeiros”, explica a Doutora.
 
Por lei, 50% dos bens são passados para os herdeiros, sejam eles filhos, irmãos ou outros parentes, porém para definir o destino dos outros 50%, ir ao cartório e ter a orientação de um advogado é imprescindível para ter certeza que a vontade do proprietário seja cumprida.

Fonte: Jornal Jurid